domingo, 15 de janeiro de 2012

Comandante de navio naufragado na Itália é acusado de homicídio



ROMA - O capitão Francisco Schettino, comandante do navio que encalhou em um banco de areia e naufragou nesta sexta-feira em frente à costa da Toscana, próximo à ilha de Giglio, na Itália, foi preso pela polícia italiana, acusado de homicídio culposo múltiplo e abandono do navio enquanto muitos passageiros ainda se encontravam na embarcação. O inquérito aberto pelas autoridades do país vai investigar se o problema foi causado por uma falha elétrica.

O acidente deixou pelo menos três mortos e 70 desaparecidos. No cruzeiro de luxo havia mais de 4 mil pessoas a bordo, entre eles 53 brasileiros - sendo 47 passageiros e seis tripulantes. O número é diferente do informado pela empresa Costa Cruises, operadora do cruzeiro, que informou em nota ter 46 brasileiros a bordo. De acordo com o Itamaraty, todos foram localizados e estão bem. Eles foram levados para um hotel próximo ao local do resgate.

Fonte: o Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário